em Casos de Sucesso

Lena Sampaio, de 37 anos, nasceu na Paraíba e veio para Brasília aos cinco meses de idade. Começou a trabalhar aos 18 anos e aos 21 tornou-se gerente de uma padaria, onde permaneceu por seis anos. Depois de um tempo trabalhando como terceirizada na PGR, devido à crise econômica foi demitida e entrou em depressão. Tentando superar o momento difícil pelo qual passava, procurou a ONG Casa Azul, em Samambaia, onde o Senac mantém um espaço para oferecer cursos profissionalizantes gratuitos. Decidiu fazer o curso Assistente Administrativo e, por meio do auxílio do docente e colegas do curso, montou um projeto de pizzaria delivery e colocou em prática. Tornou-se microempreendedora e se mantém com seu próprio negócio, a LK Lanches e Pizzaria. 

“O Senac mudou totalmente a minha vida, abriu meus olhos e fez com que minha empresa fosse para frente. Ela é pequena ainda, mas me fez evoluir bastante. Tudo no Senac foi muito proveitoso, trabalho em cima do que aprendi”, afirma Lena, que hoje emprega duas pessoas, um motoboy que a ajuda nas entregas e uma ajudante para organizar os pedidos das pizzas, que tem como diferencial a massa sempre fresca. “Consigo me manter com a renda que obtenho da venda das pizzas. Foi esse negócio que me ajudou a pagar as dívidas de quando fiquei desempregada”, explica. “O curso melhorou minha autoestima e me fez crescer profissionalmente”, destaca.

A Casa Azul é uma ONG que atua no combate às desigualdades sociais oferecendo assistência social a crianças, adolescentes e famílias. Por meio de uma parceria, o Senac Ação Móvel realiza cursos profissionalizantes gratuitos em salas de aulas cedidas pela Casa Azul, contribuindo assim para a inserção no mercado de trabalho. “Cheguei lá muito deprimida e me disseram que eu podia fazer cursos profissionalizantes. Sempre quis fazer esse curso de Assistente Administrativo mas era pago e eu não tinha condições. Quando descobri que esse era gratuito aproveitei a oportunidade”, afirma Lena destacando que pretende fazer sua empresa crescer ainda mais. “O Senac Ação Móvel me ajudou bastante. Sou muito grata a essa oportunidade. Hoje em dia eu cresci por causa da motivação que tive em sala de aula. O curso foi tão completo que até pessoas que já fizeram faculdade na área diziam que não haviam visto determinado conteúdo. As pessoas acham que a unidade móvel não oferece a qualidade de uma unidade fixa, de um curso pago, mas a qualidade é a mesma”, afirma.