fbpx

Dupla conquista no mercado

Ex-aluna do curso Técnico em Enfermagem, Michele Olukemi dos Santos Adesoji, de 27 anos, exerceu outras profissões antes de descobrir a paixão pela área da saúde. Começou como estagiária em empresas governamentais, foi cabeleireira e depois monitora de escola pública na área especial, função conquistada enquanto era estudante do Senac. Michele fez o curso na unidade da 903 Sul por meio do Programa Senac de Gratuidade, quando estava desempregada. Assim que se formou, em 2017, foi contratada pelo hospital Maria Auxiliadora, onde começou como técnica e virou instrumentista. Além de ter conquistado uma vaga no mercado de trabalho, Michele tornou-se protagonista de uma campanha publicitária internacional. Lançada em 24 de abril, a campanha Nursing Now, que tem o objetivo de evidenciar a importância do profissional de Enfermagem e torná-lo destaque da saúde no Brasil, tem o rosto da egressa do Senac.

“Deus está em primeiro lugar. Em segundo vem o Senac. Se eu não me formasse não estaria trabalhando e nem teria a oportunidade de protagonizar uma campanha tão importante da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Conselho Internacional de Enfermeiros (ICN). É uma ação de alcance internacional para valorizar e mostrar a importância dos profissionais da área de Enfermagem”, explica Michele. “Estou feliz em fazer parte de algo que vai beneficiar todo mundo”, completa. Para participar da campanha publicitária, um dos pré-requisitos era ser profissional da área. Michele concorreu com 19 profissionais de Brasília.

Carioca radicada em Brasília, Michele começou o curso Técnico em Enfermagem em 2015 e terminou em 2017. “O Senac significou muito para mim. Por meio dele tive uma oportunidade e consegui uma vitória. É uma instituição grande que ajuda muitas pessoas a realizar seus sonhos. Ela qualifica para transformar os estudantes em bons profissionais”, ressalta Michele, que também fez na instituição o curso Qualidade e Eficiência na Coleta de Sangue Venoso e Capilar. “Descobri o dom para a enfermagem depois de fazer vários cursos. Eu tinha dificuldade de achar algo que gostasse. Depois que comecei a estudar no Senac vi que era o que realmente queria. A área de saúde me atrai muito. Gosto de ouvir a pessoa, dar atenção, me colocar no lugar dela, enfim, dar um tratamento mais humanizado”, conclui.