fbpx

Renda garantida com massagens

O carioca Wagner Luiz Braz Gomes, 55 anos, descobriu nas técnicas de massagens uma forma de realizar-se profissionalmente. Depois de ter trabalhado por mais de 20 anos na área de hotelaria, sentiu a necessidade de ter mais qualidade de vida, investiu em um curso técnico no Senac-DF e hoje é empreendedor individual. Trabalha por conta própria, nos dias e horários que quer e ainda tem tempo de cuidar da própria saúde.

Wagner interessou-se pela massoterapia depois de passar por um problema de saúde. Ao receber o alerta de uma médica de que deveria emagrecer, pois corria risco de vida, cortou alguns alimentos e começou a caminhar. Com a redução do peso, passou a correr. Ao sair da vida sedentária que levava, ele viu que podia unir o esporte com uma profissão. “Decidi fazer o curso Técnico em Massoterapia porque decidi mudar o meu estilo de vida. Ao me tornar corredor de rua, pensei em fazer algo voltado para os esportes e a primeira coisa que me veio à cabeça foi a massagem por saber que é uma necessidade dos atletas”, explicou.

O massoterapeuta veio para Brasília em 1968, aos 10 anos, para acompanhar a família, pois o pai havia sido transferido para a capital federal pela empresa que trabalhava. Seu primeiro emprego foi aos 18 anos, como auxiliar de escritório. Depois virou encarregado de reservas de hotel, profissão que exerceu até a pouco tempo, quando decidiu fazer o curso técnico. “Escolhi o Senac por ser uma instituição bastante reconhecida. O curso superou minhas expectativas”, conta.

A clientela que ele atende foi conquistada por meio de anúncios na internet, em redes sociais e com o famoso boca a boca. “Desde que me tornei empreendedor individual não me falta trabalho”, comemora. Ele presta serviço para várias clínicas, alguns órgãos do governo como Caixa Econômica, Seguradora BRB e atende também em domicílio. “A clínica que me abriu as portas foi a Homini Estética Masculina, que tem me chamado bastante para atender seus clientes, já que também sou depilador masculino e o público é de homens que não se sentem à vontade para serem atendidos por mulheres”, destaca.

 

Foto: Cristiano Costa

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de Política de Cookies e  Política de Privacidade para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.