fbpx

Senac reúne alunos internos do sistema socioeducativo para apresentação do Projeto Integrador

As primeiras turmas dos cursos de qualificação profissional do Senac-DF, destinadas a adolescentes e jovens vinculados à medida socioeducativa de internação, estiveram reunidos nesta terça-feira (17), na Unidade de Internação de Planaltina, para o último encontro do ano. Na ocasião, a turma do curso de Pizzaiolo aproveitou a oportunidade para expor o Projeto Integrador (PI), que faz parte da avaliação do curso.  Familiares e visitantes foram convidados a participarem da apresentação.

Ao falar para os alunos e convidados da turma de Pizzaiolo, a gerente de Projetos e Programas do Senac-DF,  Antonia Maria Ribeiro Rodrigues, lembrou que os jovens estão prontos para começar um negócio junto com a família. “A gente fica naquela expectativa: quando sair daqui o que vou fazer? Então agora vocês já sabem.  Já tem o caminho e eu gostaria que vocês realmente aproveitassem bastante tudo isso”, ressaltou. Ao terminar o curso, os estudantes podem se cadastrar no Bando de Oportunidades do Senac. “O Senac é uma instituição que é mantida por empresários do comércio”, explicou Rodrigues. “Então esses mesmos empresários, que mantém o Senac, também dão preferência, quando vão contratar, àquelas pessoas que se formaram no Senac”, destaca. “Esse momento é para celebrar o aprendizado e o crescimento de vocês, que agora têm em mãos ferramentas para iniciar uma vida nova”, concluiu.

Oportunidade

O vice-diretor da Unidade de Internação de Planaltina, Claudio Antônio Silva Prates, destacou que o Senac tem possibilitado a inserção social através do trabalho e da formação profissional. “Era uma carência muito grande que nós vivenciamos durante muitos anos e que a gente vê que está sendo suprida. Com esses cursos a gente tem conseguido diminuir as ocorrências porque os meninos estão em atividades laborais de aprendizado. Além disso, percebe-se mudanças na forma de se comunicar, tendo diminuído as gírias, na forma de se portar socialmente”, ressaltou Prates. “Então o impacto não é só no aprendizado profissional, mas no comportamento do dia a dia também”, avaliou o vice-diretor da unidade.

Já o chefe do Núcleo Pedagógico da Unidade de Planaltina, Aurélio Landir Albuquerque, explicou que essa iniciativa é importante para os jovens, pois é a oportunidade que eles têm de adquirir novos conhecimentos. “É uma oportunidade ímpar que eles têm para vislumbrar novas perspectivas, novas possibilidades no mundo do trabalho. Todo o aprendizado agrega muito na vida do jovem, na perspectiva de futuro, nas experiências e no conhecimento que ele tem ao sair daqui”, afirmou Aurélio. Segundo ele, é notória a diferença no comportamento dos alunos, inclusive em relação ao comprometimento em relação ao curso. “Eles falam muito que estão aprendendo a questão do trabalho administrativo, a utilizar o Office, programas de edição de texto, montagem de planilhas, gráficos, coisas que eles não tinham acesso, e isso tem um diferencial muito grande para eles”, explicou.

As aulas de aprendizagem e serviços administrativos começaram em junho deste ano e seguirão até março de 2020. O instrutor do curso de Aprendizagem, Iuri Marques Pereira de Souza, afirmou que o curso tem realizado resultados satisfatórios em relação aos jovens. “Tenho notado uma mudança na parte moral, na parte ética. O esforço tem valido a pena. Temos grandes realizações, alunos que pensávamos que não tinham nenhum tipo de potencial, estão se mostrando administradores natos”, afirma. Iuri diz que todas as disciplinas, tanto as aulas teóricas quanto as práticas, estão sendo realizadas na própria Unidade de Internação. “A nossa sala de aula é uma empresa onde temos estações de trabalho, temos a parte teórica, com quadros interativos, e logo em seguida fazemos a parte prática, onde colocamos os alunos para fazerem a matéria que foi ministrada”, explicou o professor.

A professora Luiza Selma, do curso de Pizzaiolo, aponta que as turmas do período vespertino e matutino se uniram para fazer o Projeto Integrador e ter um encontro com a família. “Como eles estão em um espaço onde não tem os familiares próximos todos os dias, esse é um momento do encontro deles com a família para que possam demonstrar aquilo que aprenderam aqui dentro dessa unidade”, afirmou. “O desafio do PI foi trazer a produção daquilo que aprenderam para apresentar aos familiares”, disse. a professora. O curso de Pizzaiolo começou em 10 de outubro e segue até 15 de janeiro de 2020. No encontro desta terça-feira (17), também foram produzidos panetones que foram entregues aos visitantes. “Hoje eles têm aqui uma oportunidade de aprendizagem, de profissionalização, uma oportunidade de ter alguém que diga que acredita neles”, declarou a professora.

A maioria dos alunos está fazendo o primeiro curso profissionalizante na vida. O aluno do curso de Pizzaiolo, W., de 17 anos, diz que essa é uma experiência única. “É uma oportunidade muito boa para poder se profissionalizar em alguma área. Quando sair daqui pretendo trabalhar em qualquer área, mas como já estou profissionalizado, acredito que tenho mais chances de sair daqui já com um emprego”, disse.

Para L.A., de 17 anos, o aprendizado é uma oportunidade de mudança. “O que aprendi aqui pode me trazer uma nova vida na rua, uma oportunidade para fazermos isso, seguir na profissão”, afirmou. Já para V., de 16 anos, que também faz o curso pela primeira vez, e está inscrito no de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços Administrativos, diz que a experiência foi muito interessante. “Aprendi muitas coisas, achei o curso bom porque vai servir para o meu futuro, tanto na vida pessoal quanto profissional. Nas aulas aprendi a fazer planilhas no computador, a respeitar os outros, ter companheirismo, união”, comemorou a estudante.

Cursos nas Unidades de Internação

Os cursos do Senac-DF ofertados nas Unidade de Internação, como a de Planaltina, fazem parte de um projeto-piloto de capacitação de adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa de internação, realizado por meio de Acordo de Cooperação Técnica firmado, este ano, entre o Ministério Público do Trabalho, a Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Região (PRT-10), o Ministério da Economia, a Superintendência Regional do Trabalho no Distrito Federal (SRTb/DF), Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (SEJUS), a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e, por meio de Termo de Adesão, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).