fbpx

Simulação parcial de emergência é realizada em unidade do Senac na 903 Sul

Alunos de duas turmas do curso de Bombeiro Civil do Senac fizeram nesta terça-feira (13), na unidade da 903 Sul, uma simulação parcial de emergência para evacuação do prédio. A ação fez parte do Projeto Integrador e marcou o encerramento de duas turmas do curso, uma do turno matutino e outra do vespertino, com a participação de 25 alunos de cada turno. Durante a ocorrência, os estudantes simularam um incêndio onde realizaram atendimentos de primeiros socorros, fizeram uma retirada estratégica com técnicas de transporte, utilizando prancha de resgate e pegada de rede, inclusive com pessoas com deficiência, e controlaram a retirada das pessoas de forma ordenada para um ponto de encontro.

“No momento do desafio foi simulada uma explosão de um tanque de combustível no estacionamento da unidade, com fumaça artificial, e simulação de atendimento a uma pessoa que passou mal. Enquanto isso, outro grupo retirou do prédio, simultaneamente, um portador de deficiência visual e uma cadeirante que trabalham na unidade. Foram envolvidas aproximadamente 340 pessoas”, explica Fábio Nogueira, instrutor do curso. “O objetivo do simulado é alertar a população que a qualquer momento pode ocorrer um evento desse, tocar um alarme e a pessoa ter que sair para o ponto de encontro de forma organizada”, destaca Fábio.

Antes do simulado real, os alunos entregaram ofícios para os prédios vizinhos e orientaram quanto ao ponto de encontro. “Os alunos, durante todo o curso, desenvolveram documentos e um plano de abandono escrito. Em um segundo momento fizeram a sensibilização com os alunos dos demais cursos e finalizaram agora, na terceira unidade curricular, com o simulado parcial, real, sem a utilização de autoridade pública”, destaca Fábio. Durante todo o procedimento, a unidade contou com uma equipe preparada para possíveis atendimentos pré-hospitalares (alunos já capacitados).

O tempo destinado ao simulado foi de 5 minutos para abandono da área, 10 minutos para varredura e contagem do público evacuado e 15 minutos para retornar, de forma controlada e ordeira, para as salas de aula, totalizando 30 minutos para toda a ação. “A evacuação parcial foi de acordo com a norma do Corpo de Bombeiros, Norma Técnica 007, e a NBR 14.276, que fala que toda edificação que tem aglomeração de pessoas como auditórios, teatros, cinemas, shoppings, prédios residenciais e comerciais, devem as pessoas estarem preparadas para saírem de forma ordenada em caso de um sinistro, seja ele incêndio ou qualquer coisa que venha ocasionar um pedido iminente à vida”, conclui o instrutor.