fbpx

Comércio 4.0 é tema de palestra na Faculdade Senac

A Faculdade de Tecnologia Senac-DF promoveu nesta quinta-feira (17) o Seminário Revolução 4.0: da Indústria ao Comércio, para os alunos de pós-graduação, com a participação da especialista em Internacionalização e Desenvolvimento de Negócios da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Tatiana Farah, e professores da faculdade. O termo revolução 4.0 surgiu na indústria em 2011 e engloba as tecnologias para automação e troca de dados. Esse movimento chega aos poucos ao comércio e precisa ser discutido. 

O diretor da Faculdade Senac, Luiz Afonso Bermúdez, fez a abertura. “Fazemos essa palestra anualmente, com temas de interesse de vocês, alunos, mas dessa vez temos uma nova conotação. Trouxemos outra instituição para que, conosco, possamos trazer os temas mais importantes ou que estão mais atuais no mercado. Aproveitem o conhecimento dessa noite”, incentivou.

A especialista da CNI, Tatiana Farah, apresentou a Industria 4.0. “Ela nada mais é que a integração de tecnologias existentes em busca de uma produtividade e efetividade maior no processo de produção. É a virtualização de processos, uma mistura do real com o virtual. As tecnologias disponíveis no mercado hoje são: digitalização, inteligência artificial, sensoriamento do processo, robótica colaborativa, internet das coisas, big data, entre outras”, explicou.

O coordenador de pós-graduação da Faculdade, Demóstenes Azevedo, falou sobre o Comércio 4.0. “Precisamos saber para onde estamos caminhando. É preciso começar falando sobre a evolução do comércio historicamente, pois os ciclos se repetem e olhando para trás conseguimos entender o que acontece hoje e ter uma ideia de como será”, contou. O professor de tecnologia da Faculdade, Thiago Fernandes, trouxe exemplos e números de como está o Varejo 4.0. “O mercado está mudando. Uma dessas mudanças, se não a maior, é a de paradigma, onde todos concordamos que o cliente está no centro dessas inovações. Temos que saber que o cliente é que puxa o processo da cadeia produtiva”, destacou.

A última palestra foi sobre Smart Contract (contratos inteligentes) e suas aplicações práticas, com o professor de Direito Digital e Cibercrimes da Faculdade, Ronaldo Bach. “Os contratos inteligentes ainda são muito desconhecidos por diversas pessoas aí fora, mas não aqui para os alunos da Faculdade. Aproveito para aprofundar e ir além do que temos em aula”, disse o palestrante.