em Casos de Sucesso

Formado em Administração de Empresas, Sérgio de Sousa Figueiredo, 24 anos, transformou a paixão por hambúrguer em um negócio. Como sempre gostou da área de Gastronomia, pensava em fazer um curso, mas as condições financeiras da época não permitiram. Em 2016 surgiu uma oportunidade e Sérgio fez gratuitamente o curso de Cozinheiro, oferecido pelo Senac Ações Móveis em parceria com a entidade Ação Social João XXIII, localizada no Gama. Após o curso, o empreendedor procurou mais informações sobre a área em que pretendia atuar e conheceu hamburguerias em São Paulo, Rio e Brasília. Há um ano, abriu a King of Kings Burger, uma hamburgueria artesanal delivery localizada no Gama.

“O curso de Cozinheiro contribuiu de forma primordial na abertura do meu negócio, aprendi muito e deu um gás a mais para buscar abrir meu empreendimento”, afirma Sérgio, que atualmente vive da renda obtida na hamburgueria e contratou uma pessoa para trabalhar com ele. “O curso superou minhas expectativas porque aprendi um pouco da história da gastronomia mundial e nacional. Tivemos um mês com aulas teóricas e o restante do curso foram aulas práticas. Fiz estágio no restaurante da Controladoria Geral da União (CGU), onde aprendi a ter mais habilidade no preparo dos pratos, vi de perto o trabalho em equipe. Lá era um ambiente muito bom, todos se ajudavam e a convivência era muito boa, então você aprendia de forma natural”, destaca o empresário, que tem como expectativa expandir seu negócio atual.

“Trabalho em casa, faço delivery e, se Deus quiser, neste ano terei uma lojinha. Pretendo abrir outros estabelecimentos e me tornar referência no DF e em outros estados”, afirma. “Espero expandir o negócio atual, abrir outros e ser referência não só no DF mas em outros estados também. Além disso, quero fazer mais cursos no Senac”, explica. “Desde pequeno, sou apaixonado por hamburguer e depois que conheci algumas hamburguerias a paixão cresceu. O Senac me fez entrar mais ainda para essa área de Gastronomia e, com certeza, me tornou mais consciente em relação ao preparo dos alimentos. No Senac aprendemos a fazer tudo da forma mais correta possível”, conclui.